19 de out de 2013

A jorrar



A começar pelas palavras:
acessar sua fonte.
Beber sua água-silábica
aos respingos dos acentos
deixar escorrer as suas vogais
secando ao vento.

A palavra fonte
indica onde no profundo
há um buraco do mundo
um olho vivo que não pisca
não cessa não fecha
aberto mirando tudo
jorrando aos montes seus fundos
Água, palavra.

A palavra vem da fonte que não seca
desce cautelosa o riacho, ribeira
ultrapassa cancelas, palavra não tem cerca
e na certa desmedida liberdade
preenche os espaços
abre caminhos

Ao encontrar o mar
a palavra se propaga em amar
vira infinito contido, expandido
o mar, a boca, palavra pronunciada
alada de rimas ou amarga, salgada
a palavra-água fonte oceano
se é livre na palavra aberta.