27 de jan de 2010

18 de jan de 2010

começo a pensar que minha vida é um processo contínuo de florescimentos, somando imagens, sons, cheiros, gostos, desgostos, sonhos, vontades, delírios, mais que isso, mais de mim. de lírios, todas as vozes, deitada, acordada, dormindo, em pé. pego no ar o tempo de que preciso, agarro, amarro, solto, vôo. sou eu quem dança no espelho, do lado de dentro. com a vida em plantações, semeio, se meio, se.
ser.